NOTICIA

Sessão solene da Câmara comemora Dia da Educação Brasileira

30/04/2019 10:06

O Dia da Educação é comemorado anualmente em 28 de abril


Homenagem ao Dia da Educação Brasileira
Sessão solene reuniu deputados e educadores no Plenário da Câmara

A Câmara dos Deputados realizou nesta última segunda-feira (29) sessão solene em comemoração do Dia da Educação Brasileira. Em discurso encaminhado para leitura no Plenário, o presidente da Casa, Rodrigo Maia, salientou ser necessário reafirmar constantemente a importância da educação, por ser direito de todos os brasileiros e obrigação do Estado.

Maia destacou a criação da lei que estabeleceu o Plano Nacional da Educação (PNE) e a importância de cumprir as metas previstas no PNE. “Trata-se de um exemplo de construção democrática, com a participação intensa dos setores interessados e da sociedade como um todo”, pontuou.

A deputada Chris Tonietto (PSL-RJ), autora do pedido de homenagem, disse que a educação enfrenta vários desafios. Para ela, o baixo salário dos professores, a ideologia de gênero e a gestão das escolas são alguns dos problemas a serem enfrentados. “Não me parece possível mudar esse estado das coisas sem uma ruptura radical com toda a orientação pedagógica, ideológica e administrativa que foi adotada pelos governos de esquerda nas últimas décadas”, criticou.

No mesmo sentido, a deputada Bia Kicis (PSL-DF) destacou o Projeto de Lei 246/19, de sua autoria, que prevê expressamente o direito do aluno de gravar as aulas para reclamar de eventuais abusos. “Queremos garantir que os alunos conheçam seus direitos de receberem em sala de aula o ensino da matéria e não serem doutrinados”, explicou.

Educação domiciliar
A professora Andréia Medrado, da rede pública estadual de São Paulo, afirmou que a finalidade da educação é contemplar a verdade, mas considera que hoje os professores são formados para ter opinião. Assim como os demais participantes na sessão, a professora disse ser favorável ao projeto (PL 3261/15) de educação domiciliar em discussão no Congresso. “Esse projeto não dá direito aos pais, porque já é direito dos pais educar os filhos. A família é a primeira escola das crianças”, declarou.

Da mesma forma, o deputado Marcel Van Hattem (Novo-RS) também se manifestou favorável ao direito dos pais de educarem seus filhos em casa. “É preciso garantir liberdade a todos os cidadãos para que as famílias possam escolher de que forma as crianças vão ter o melhor encaminhamento para viver em sociedade”, encerrou.

Fonte: Agência Câmara


CDH vai debater financiamento e resultados do Programa Mais Médicos

23/09/2019 10:40

Inep representa o Brasil em reunião dos países participantes do Pisa

23/09/2019 10:09

Faculdades privadas têm que adaptar aulas para pessoas com deficiência

20/09/2019 10:08

INSCREVA-SE PARA RECEBER NOVIDADES

Artigos, notícias e informativos sobre legislação da área da educação



CONTATO

SEPN 516 Norte, Bloco D, Lote 9,

Edifício Via Universitas, 4° andar

CEP 70.770-524 - Brasília - DF

Entrada pela via W2

(61) 3349.3300

(61) 3347.4951

(61) 3030.2200

(61) 9.9370.3311

abruc@abruc.org.br

REDES SOCIAIS

COPYRIGHT © 2018 ABRUC. A ABRUC não é responsável pelo conteúdo de sites externos.