NOTICIA

Prefeitura de SP vai fazer inquérito sorológico em professores e servidores da cidade

23/09/2020 16:51

Mapeamento tem o objetivo de identificar, por amostragem, quantas pessoas foram infectadas pela Covid-19. Essa é uma das medidas tomadas para embasar o retorno às aulas na capital paulista



A Prefeitura de São Paulo vai começar um inquérito sorológico nos próximos dias em professores e servidores da educação municipal. O objetivo do mapeamento é identificar, por amostragem, quantas pessoas foram infectadas pela covid-19.


“Estamos definindo agora qual é o tamanho da amostra para poder, da mesma forma que a gente fez o inquérito na população e o inquérito das crianças, fazer dos professores e servidores da área da educação do município para poder verificar qual é a porcentagem de imunizados que nós temos”, disse o prefeito Bruno Covas (PSDB) em entrevista no início da tarde desta terça-feira, 22.


O exame sorológico identifica a presença de anticorpos específicos (IgM/igG), que indicam se a pessoa já teve contato com o vírus. A presença de anticorpos, no entanto, não significa que o indivíduo está imune à doença. O tamanho da amostra de professores e servidores que realizarão esse teste, conforme o prefeito, está sendo definido pela Secretaria Municipal de Educação em conjunto com a Secretaria Municipal de Saúde. No total, a rede municipal de ensino tem 70 mil servidores.


Segundo Covas, esse é mais um dado que a prefeitura da cidade terá para definir não apenas a questão da volta às aulas, mas também de como será a adaptação e de que forma isso será feito na rede pública municipal. “Vamos verificar se há necessidade de contratação emergencial”, afirmou o prefeito.


Esse inquérito com os professores e servidores da educação é mais uma etapa do mapeamento conduzido pela Prefeitura de São Paulo. O mais recente foi feito com alunos das redes pública municipal e estadual e também com estudantes de escolas particulares para avaliar a retomada das aulas na cidade. 


Aulas em SP voltaram apenas com atividades de reforço

Na última semana, a Prefeitura de São Paulo permitiu a volta de atividades presenciais extracurriculares em escolas públicas e particulares a partir do dia 7 de outubro. O retorno não é obrigatório nem para as escolas nem para as famílias e é válido para todo o ensino básico (0 a 17 anos). 


As universidades e faculdades também estão autorizadas para voltar a dar aulas presenciais na mesma data. Já nas escolas, o retorno está previsto para 3 de novembro



Foto: Tiago Queiroz/Estadão

Fonte: Estadão


Entenda como o coronavírus se move na sala de aula e o caminho da contaminação

20/10/2020 17:06

Projeto permite que trabalhador utilize recurso do FGTS para quitar dívidas com educação

20/10/2020 16:41

ENADE: Maioria dos estudantes avaliados é da rede privada

20/10/2020 16:11

INSCREVA-SE PARA RECEBER NOVIDADES

Artigos, notícias e informativos sobre legislação da área da educação



CONTATO

SEPN 516 Norte, Bloco D, Lote 9,

Edifício Via Universitas, 4° andar

CEP 70.770-524 - Brasília - DF

Entrada pela via W2

(61) 3349.3300

(61) 3347.4951

(61) 3030.2200

(61) 9.9370.3311

abruc@abruc.org.br

REDES SOCIAIS

COPYRIGHT © 2018 ABRUC. A ABRUC não é responsável pelo conteúdo de sites externos.