NOTICIA

Exame para certificação de ensino bate recorde: 2,9 milhões de inscritos

05/06/2019 10:59

As inscrições para o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) bateram recorde em 2019. Foram 2.973.375 inscrições entre 20 e 31 de maio. O número é 75% maior que em 2018, quando o exame teve 1.695.607 inscritos. As inscrições para o ensino médio foram maioria: 2.331.799, o que representa 78,4% do total. Os inscritos para as provas do ensino fundamental somam 641.576, ou 21,6% do total.

Os dados foram apresentados em Coletiva de Imprensa na manhã desta terça-feira, 4 de junho, na sede do Ministério da Educação, em Brasília (DF). Participaram o secretário-executivo do Ministério da Educação, Antonio Paulo Vogel; o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes; e Camilo Mussi, diretor de Tecnologia e Disseminação de Informações Educacionais e diretor substituto de Avaliação da Educação Básica do Inep.

“O Encceja é uma oportunidade para aquelas pessoas que não conseguiram concluir o ensino fundamental ou o ensino médio na idade adequada. É uma nova chance para essas pessoas conseguirem a certificação e, assim, seguirem na sua atividade profissional ou acadêmica, por exemplo, ingressando na universidade”, afirmou o presidente do Inep, Alexandre Lopes.

As provas do Encceja serão aplicadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) no dia 25 de agosto, pela manhã e pela tarde, em 611 municípios brasileiros. Para participar, basta que o candidato tenha a idade mínima exigida para cada etapa: 15 e 18 anos para ensino fundamental e médio, respectivamente, na data de aplicação do exame.

Perfil do participante – No ensino fundamental, 53% dos inscritos são do sexo feminino. Já no ensino médio, as mulheres são 51,51% dos inscritos.

No ensino fundamental, os cinco estados com maior número de inscritos foram:

  • São Paulo (15,56%);
  • Rio de Janeiro (10,95%);
  • Paraná (10,3%);
  • Rio Grande do Sul (10,27%);
  • Minas Gerais (8,48%).

No ensino médio, os cinco estados com maior percentagem de inscritos são:

  • São Paulo (18,37%);
  • Rio de Janeiro (12,09%);
  • Paraná (9,26%);
  • Minas Gerais (9,04%);
  • Rio Grande do Sul (8,15%).

Os dados completos podem ser consultados no Press Kit do Encceja 2019.

Novidades – A edição de 2019 tem novidades, principalmente relacionadas à acessibilidade. Pela primeira vez, o edital tem uma versão em Língua Brasileira de Sinais (Libras), disponível no canal do Inep no YouTube. Quem já teve laudo médico aprovado em outras edições não precisou apresentar um novo durante a inscrição.

Os participantes surdos, deficientes auditivos e surdocegos tiveram a oportunidade de indicar, durante a inscrição, se usam aparelho auditivo ou implante coclear. Outra mudança foi a necessidade de justificar o motivo da ausência na edição passada.

A segurança também foi reforçada. O participante que deixar seu aparelho eletrônico emitir qualquer som durante a aplicação da prova será eliminado. Além disso, todos os lanches serão revistados.

Provas – O Encceja tem quatro provas objetivas, cada uma com 30 questões de múltipla escolha, e uma redação. A nota mínima exigida é de 100 pontos nas provas objetivas e de cinco pontos na redação.

Só obtém o certificado quem consegue a nota mínima exigida em cada uma das quatro provas mais a redação. No momento da inscrição, o participante precisou selecionar as provas que pretende fazer.

Para quem já participou de outras edições do Encceja e obteve nota suficiente em alguma das provas, basta fazer as que faltam. Também durante a inscrição o participante já escolheu a instituição certificadora que vai emitir o certificado.

Para a certificação do ensino fundamental, o participante é avaliado em Ciências Naturais; Matemática; Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes, Educação Física e Redação; e História e Geografia.

Para o ensino médio, as áreas avaliadas são Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Matemática e suas Tecnologias; Linguagens e Códigos e suas Tecnologias e Redação; e Ciências Humanas e suas Tecnologias.

Certificação ou Declaração de Proficiência – Os resultados podem ser usados de duas formas. Quem conseguir a nota mínima exigida nas quatro provas objetivas e na redação, tem direito à certificação de conclusão de ensino fundamental ou do ensino médio. Quem conseguir a nota mínima em uma das quatro provas, ou em mais de uma, mas não em todas, tem direito à declaração parcial de proficiência.

O Inep elabora, aplica e corrige as provas do Encceja, mas a certificação é feita pelas Secretarias Estaduais de Educação e Institutos Federais de Educação Ciência e Tecnologia que tiverem assinado termo de adesão ao Encceja com o Inep. O participante deve escolher a instituição certificadora na qual prefere solicitar a certificação ou a declaração parcial de proficiência durante a inscrição.

Encceja Exterior e PPL – O Inep aplica o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) no Brasil e no exterior. O Encceja Exterior é aplicado em parceria com o Ministério das Relações Exteriores e terá seu edital publicado ainda em junho. A aplicação para pessoas privadas de liberdade também ocorre tanto no Brasil quanto em outros países, nesse caso, em parceria com o Ministério da Justiça.

Acesse o edital

Assista à versão em Libras do edital

Confira o Press Kit Encceja 2019

Acesse a apresentação da Coletiva de Imprensa

Saiba mais sobre o Encceja

Fonte: Assessoria de Comunicação Social/INEP

Comissão proíbe cobrança da primeira via de diploma por universidades e escolas

23/08/2019 10:41

MEC capacita professores e gestores sobre nova base curricular

23/08/2019 10:38

PF começa a investigar suspeitas de ataque cibernético no MEC

23/08/2019 10:37

INSCREVA-SE PARA RECEBER NOVIDADES

Artigos, notícias e informativos sobre legislação da área da educação



CONTATO

SEPN 516 Norte, Bloco D, Lote 9,

Edifício Via Universitas, 4° andar

CEP 70.770-524 - Brasília - DF

Entrada pela via W2

(61) 3349.3300

(61) 3347.4951

(61) 3030.2200

(61) 9.9370.3311

abruc@abruc.org.br

REDES SOCIAIS

COPYRIGHT © 2018 ABRUC. A ABRUC não é responsável pelo conteúdo de sites externos.