CLIPPING

Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia: CAPES aprova projeto de combate à Covid-19.

29/06/2020 18:45

Para desenvolver o projeto “Inovações biotecnológicas para o desenvolvimento de diagnóstico e prospecção de agentes antivirais para o tratamento da Covid-19 – Dos testes in silico aos in vivo“,  a Universidade receberá recursos financeiros e cotas de bolsas de Doutorado e Pós-Doutorado, atribuídas mediante editais específicos de seleção.

A pandemia da Covid-19 colocou a pesquisa científica e os cientistas no protagonismo da busca de soluções e respostas para o controle e a cura de uma doença de escala global que, segundo dados da Organização Mundial da Saúde, em 24 de junho, contabilizou 9.237.691 casos (4.613.425 recuperados) e 476.911 mortos. Pesquisadores de todas as áreas do conhecimento estão na linha de frente ao combate da pandemia, seja nos esforços de criar vacinas, remédios e testes como também na tentativa de desmistificar e tornar compreensíveis todos os aspectos que envolvem a doença.

No Brasil, as agências de fomento à pesquisa, em nível estadual e federal, engajam-se nos esforços de fazer avançar o conhecimento e buscar soluções para os problemas causados pela Covid-19, através do anúncio de editais, como os lançados recentemente pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Um deles, direcionado a programas de pós-graduação, recebeu 545 projetos de todo o país e selecionou 31 propostas, entre elas a apresentada pela UCS, através do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia -PPGBIO. Do Rio Grande do Sul, além da proposta apresentada pelo PPGBIO, mais duas propostas  de programas de pós-graduação da UFPel e da UFRGS foram aprovadas. Em nível nacional, das 31 propostas selecionadas, somente três são de instituições não públicas: UCS, PUC-Rio e Mackenzie-SP.

O PROJETO
Intitulado, Inovações biotecnológicas para o desenvolvimento de diagnóstico e prospecção de agentes antivirais para o tratamento da Covid-19 – Dos testes in sílico aos in vivo, o projeto aprovado receberá cotas de bolsas de Doutorado e Pós-Doutorado e recursos financeiros para projetos vinculados ao desenvolvimento de novos métodos de diagnóstico, usando tecnologias como o PCR em tempo real, a espectrometria de massas e sensores eletroquímicos, além da busca de novos agentes antivirais, sejam eles promovidos a partir do reposicionamento de moléculas conhecidas (já utilizadas para outros vírus), novos compostos ou ainda a partir de fontes naturais. O projeto tem previsão de 36 meses de atividades, a partir de julho de 2020, podendo ser prorrogado por mais 12 meses, de acordo com o andamento dos projetos de Doutorado a ele associados.

O professor Sidnei Moura, coordenador do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia, explica que “ter sido selecionado em um edital de âmbito nacional com estas características, demonstra a vocação para a pesquisa da Universidade de Caxias do Sul, e vem consolidar o primeiro programa de pós-graduação da UCS no conjunto dos programas de excelência nessa área do conhecimento em nosso país”. Ele lembra que a UCS tem trabalhado muito em todas as áreas para auxiliar a sociedade neste momento difícil. “A Biotecnologia está entre as que podem trazer mais inovações com benefícios a curto e médio prazo para a sociedade, como novas drogas para tratamento, diagnósticos mais rápidos e efetivos, além das vacinas, tão esperadas no mundo inteiro”, resume o coordenador.

Referência em pesquisa, desenvolvimento tecnológico e inovação
O pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Juliano Rodrigues Gimenez, enfatiza que a aprovação desse projeto na CAPES, reconhece e valoriza tanto a competência dos pesquisadores da Universidade, quanto os esforços institucionais em contribuir com esse momento sensível pelo qual a sociedade está passando. “Com esses novos doutorandos e pós-doutorandos teremos a oportunidade de aprofundar estudos, pesquisas e desenvolvimentos tecnológicos que venham trazer resultados para responder às demandas na área de Biotecnologia, alinhadas com a problemática estabelecida pela pandemia”. E prossegue: “esse é um ponto importante a destacar, pois está na essência do porquê esses níveis de formação e qualificação são tão importantes e necessários nos mais diversos contextos sociais: o conhecimento e a aplicação do método científico em nível de doutorado, sem dúvidas é uma das formas em que temos condições de trazer à tona inovações de maior consistência”.

O pró-reitor lembra também que as bolsas recebidas pelos doutorandos e doutores que atuarão no projeto totalizarão mais de 70 mil reais ao mês, recursos que circularão na cidade e região. “O papel da UCS como Universidade de referência em pesquisa, desenvolvimento tecnológico e inovação, nos credencia a esses fomentos, contribuindo sobremaneira para o aprimoramento das pessoas, das empresas e da região”.

Em breve, a Universidade abrirá os editais para a seleção dos bolsistas que irão atuar no Projeto.


Fonte: Universidade de Caxias do Sul


Veja também

4º Webinar Horizontes da Educação: Retorno às atividades presenciais escolares e acadêmicas

09/07/2020 11:53

Enem 2020 será aplicado em janeiro de 2021

08/07/2020 20:13

ABRUC lança edição especial do seu Comunitárias Briefing

08/07/2020 16:53

INSCREVA-SE PARA RECEBER NOVIDADES

Artigos, notícias e informativos sobre legislação da área da educação



CONTATO

SEPN 516 Norte, Bloco D, Lote 9,

Edifício Via Universitas, 4° andar

CEP 70.770-524 - Brasília - DF

Entrada pela via W2

(61) 3349.3300

(61) 3347.4951

(61) 3030.2200

(61) 9.9370.3311

abruc@abruc.org.br

REDES SOCIAIS

COPYRIGHT © 2018 ABRUC. A ABRUC não é responsável pelo conteúdo de sites externos.