CLIPPING

Brasil e Reino Unido lançam ano de ciência e inovação com novos investimentos em pesquisa

02/04/2018 12:47

Com o anúncio de novos investimentos, foi lançado nesta terça-feira (27) o Ano Brasil – Reino Unido de Ciência e Inovação, em comemoração à cooperação entre os dois países. Em cerimônia realizada no Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), em Brasília, o Fundo Newton, iniciativa britânica para promoção do desenvolvimento dos países por meio da ciência e tecnologia, anunciou novos investimentos em pesquisas nas áreas de mudanças climáticas, doenças infecciosas negligenciadas, biodiversidade e agricultura sustentável.


A diretora da Rede Britânica de Ciência e Inovação e do Fundo Newton, Julia Knights, informou que uma nova chamada vai destinar 6 milhões de libras para pesquisas em biodiversidade em 2018 em seis países da América Latina: Brasil, Peru, México, Colômbia, Chile e Argentina.


Além disso, uma série de chamadas de pesquisas em biodiversidade, saúde e clima vai receber 11 milhões de libras também do Fundo Newton.


Já o embaixador do Reino Unido no Brasil, Vijay Rangarajan, anunciou um novo prêmio do Fundo Newton no valor de 200 mil libras para projetos em parceria, com foco em pesquisas científicas para o desenvolvimento econômico e o bem-estar social dos dois países. “Queremos fortalecer a base de nossa cooperação científica, que é tão importante para nossos países e nosso futuro”, afirmou, ressaltando a presença do conselheiro científico chefe do UK Foreign Office, Robin Grimes. “Agradeço ao meu colega e amigo que, com sua vinda, demonstra o imenso valor que o governo do Reino Unido atribui a essa iniciativa conjunta e à nossa estreita relação em ciência.”


O ministro Gilberto Kassab lembrou a presença de uma equipe de cientistas da Royal Astronomical Society nas observações do eclipse solar de 1919, em Sobral, no Ceará, que contribuíram para comprovar a Teoria da Relatividade, do físico Albert Einstein. A celebração dos 100 anos do evento integra a programação do Ano Brasil – Reino Unido, que também inclui uma série de palestras, workshops e seminários sobre inovação que serão realizados até abril do ano que vem.


Kassab destacou o apoio do MCTIC e do CNPq à terceira edição do FameLab, concurso para a popularização da ciência realizado com recursos do Fundo Newton. “O governo brasileiro incentiva a participação dos 15 pesquisadores na final da edição brasileira, prevista para abril de 2018 no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro”, disse.


Além do ministro e do embaixador do Reino Unido, participaram da cerimônia o subsecretário-geral de Meio Ambiente, Energia, Ciência e Tecnologia do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, José Antônio Marcondes de Carvalho; o presidente do CNPq, Mario Neto Borges; e o secretário de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento do MCTIC, Alvaro Prata.


Assessoria de Comunicação Social - MCTIC

Veja também

Educação Superior: Provas do Revalida 2017 serão aplicadas neste fim de semana

16/11/2018 17:04

MPF abre procedimento para evitar ações arbitrárias contra professores

16/11/2018 16:58

Ministério da Ciência quer discutir em separado a ideia de programa para fomento à pesquisa e à inovação

16/11/2018 16:52

INSCREVA-SE PARA RECEBER NOVIDADES

Artigos, notícias e informativos sobre legislação da área da educação



CONTATO

SEPN 516 Norte, Bloco D, Lote 9,

Edifício Via Universitas, 4° andar

CEP 70.770-524 - Brasília - DF

Entrada pela via W2

(61) 3349.3300

(61) 3347.4951

(61) 3030.2200

(61) 9.9370.3311

abruc@abruc.org.br

REDES SOCIAIS

COPYRIGHT © 2018 ABRUC. A ABRUC não é responsável pelo conteúdo de sites externos.